COLETA SELETIVA

O comprometimento dos cidadãos com a reciclagem do lixo é um dos importantes indicadores da qualidade de vida em Florianópolis. Realizada pela Companhia Melhoramentos da Capital (Comcap) desde 1986, a coleta seletiva, juntamente com a reciclagem, é uma forma eficaz de tratamento de resíduos. Com ela a quantidade de lixo enviada para o aterro sanitário diminui, aumentando a vida útil do lugar. Além disso, ajuda na economia de recursos naturais, oferece melhores condições de trabalho para os catadores e gera novos empregos nas indústrias recicladoras.

A coleta seletiva atinge mais de 90% da população de Florianópolis. Na atual logística, 70% dos moradores são atendidos na porta do domicílio e 21%, por dificuldade de acesso ou manobra do caminhão baú, são atendidos pelos sistemas de lixeira comunitária ou devem levar os resíduos a pontos de coleta distantes no máximo um quilômetro da residência.

Os materiais recicláveis secos (papéis, plásticos, vidros e metais) são doados para duas associações de triadores – a Associação dos Coletores de Materiais Recicláveis (ACMR) e a Associação de Recicladores Esperança (Aresp).

A coleta seletiva é feita diariamente no Centro, duas vezes por semana no Continente e uma vez por semana na maioria dos bairros.

Confira o roteiro de coleta seletiva por bairro.

http://www.pmf.sc.gov.br/servicos/index.php?pagina=servpagina&id=260

 Confira o dia da coleta seletiva em sua rua.

Busque por nome do logradouro sem a indicação de rua, servidão, avenida, etc. Não digite acentos. Em caso de dúvidas, ligue para o Disque Coleta Comcap: 0800 643 1529.

O que pode ser reciclado

  • Papel: Jornais, revistas, cadernos, folhas de rascunhos, papel de embrulho, saco de pão, embalagens Tetra Pak, entre outros.
  • Vidro: Garrafas, potes, frascos de alimentos e perfumes, vidros de automóveis, entre outros.
  • Metal: Fios, arames, latas de bebidas e de alimentos, pregos, parafuso, objetos de ferro, bronze, zinco e cobre.
  • Plástico: Garrafas de água e de refrigerante, potes de alimentos, frascos de produtos de higiene e limpeza e brinquedos.

Obs: Para a segurança dos coletores, todo material separado para a reciclagem deve estar limpo. Vidros e objetos cortantes devem ser embrulhados em folhas duplas de jornal.

O que não pode ser reciclado?

  • Rejeitos: Cigarros, papel e absorventes higiênicos, lenços de papel, fraldas descartáveis, papéis engordurados.
  • Produtos Específicos: Espelho, couro, cerâmicas, fitas adesivas, esponja de aço, tubos de televisão, lâmpadas, isopor, adesivos e fotografias, vidro refratário de panela e travessa para microondas, louça, barbeador descartável, clipe e grampo, tomada, esponja de aço, papel carbono, entre outros.

O que fazer com o lixo orgânico?

O lixo orgânico deve ser encaminhado para a coleta comum. Outra alternativa é transformar cascas de frutas, legumes e sobras de alimentos em adubo orgânico.

Esses são os passos para a compostagem: Coloque camadas alternadas com restos de comida, grama, folhas mortas com terra em uma lata sem fundo até enchê-la. A última camada deve receber terra, grama ou folhas mortas; Mantenha o material úmido e misture duas vezes por semana para que o ar chegue aos microorganismos; Após 90 dias o adubo está pronto.

Obs: Não coloque carne na mistura do adubo orgânico.

O que fazer com o óleo de fritura?

Reciclagem de óleo de cozinha: Muita gente ainda não sabe, mas o óleo de cozinha doméstico também pode ser reciclado. O que antes era despejado no ralo da pia, vaso sanitário ou em bueiros, contaminando o meio ambiente e podendo provocar acidentes, hoje já é reaproveitado graças ao projeto ReÓleo. Para participar você deve levar o óleo usado dentro de uma garrafa pet (refrigerante) até o Ponto de Entrega Voluntária (PEV’s) mais próximo. A iniciativa é da Associação Comercial Industrial de Florianópolis (Acif) que desde 1998 recolhe o material e envia para uma empresa do Paraná. Já para os comerciantes e fast foods, que descartam quatidades significativas, a sugestão é entrar em contato com entidades licenciadas pelo órgão competente da área ambiental para dar o destino adequado ao resíduo. Isto pode ser feito pelo e-mail reoleo@acif.com.br. O produto é utilizado como matéria-prima para produção de fertilizantes, desmoldante para construção civil e óleo para corrente de motoserra. Além disso, também pode virar sabão. Em Florianópolis existem oito postos de coleta: nos Postos Galo e nas sedes da Acif e da Comcap.

Condomínios interessados também podem se cadastrar no projeto. Para isso, basta entrar em contato com a Acif pelo telefone (48) 3224-3627 ou site.

Dica: Entregue o resíduo na Acif Regional Ingleses – Rua Intendente João Nunes Vieira, 1683 – Ingleses; na CTRes Comcap – Rodovia Admar Gonzaga – Itacorubi. Ou veja os Postos Galo mais próximo da sua casa e preserve. Shopping Itaguaçu 3246-2466 Josué Di Bernardi 3241-0014 Saco dos Limões 3333-5098 Barra da Lagoa 3232-3284 Aririú (Palhoça) 3342-0265 Rio Tavares 3237-4432 Estreito 3244-0057 Lagoa da Conceição 3232-0156 Lagoa da Conceição II 3234-4780 Almirante Lamego (Centro) 3225-4666

http://www.guiafloripa.com.br/utilidades/coleta_seletiva.php3

O que você acha disso? Vamos conversar!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s