Nova Oikosnomia

Em junho de 2013 publicamosi o post “Nossa Economia” (que ainda deve ser lido para saber como contribuir com o projeto) para esclarecer um pouco sobre como poderíamos nos relacionar economicamente. Quase um ano depois, é hora de dar uma revisada ratificando o que perdurou e atualizando o que realizamos que não era possível.

O lema “Ninguém fica de fora por motivos financeiros” continua valendo. Mas é bom lembrar que limite é algo extremamente saudável e que se todos se impusessem, é seguro e certo que não estaríamos passando por nenhuma situação crítica no mundo. Portanto, ao respeitar nossos limites, tenha em mente que em algum momento você também poderá estar se beneficiando deles.

Este “lema” não significa que podemos oferecer nossas atividades (que podem ser consideradas, para simplificar a conversa, como nosso”trabalho”) sem uma contrapartida mínima que assegure ao menos os custos do dia. Você que, no momento, simplesmente não tem condições de contribuir com o valor que solicitamos, deve procurar seu ponto de equilíbrio financeiro para nos propor, com base nos custos que estamos divulgando aqui. Não hesite em propor suas habilidades, algum material ou produção que tenha para agregar.

Com base neste ano inicial pudemos calcular o custo real da recepção de uma pessoa em um dia na Nova Oikos, levando em consideração nossos investimentos em ferramentas, algumas construções, equipamentos para os cursos e oficinas, mobiliário, instalações, água, luz, telefone, etc, etc. E tendo como base um fluxo de 50 pessoas passando por aqui, por mês, para pelo menos uma oficina de 8h.

As contas ficaram basicamente assim:

  • Oficina 8h – Composição do valor “solidário” (mínimo solicitado): R$ 19,35 da estrutura + R$ 15 da alimentação orgânica/ local. Total = R$ 34,35

  • Oficina 8h – Composição do valor de viabilização do projeto: R$ 20 estrutura + R$ 15 alimentação + R$ 15 serviços (facilitação das oficinas, instruções, comunicação, limpeza, organização, etc) Total = R$ 50

Agora, se o evento é uma imersão e o pessoal passa a noite, dorme, toma banho, usa os computadores, a internet, janta, etc. O valor final aumenta:

  • Imersão 24h – Composição do valor “solidário” (mínimo solicitado): R$ 55,40 da estrutura + R$ 20 da alimentação orgânica/ local. Total  = R$ 75,40

  • Imersão 24h – Composição do valor de viabilização do projeto: R$ 55 estrutura + R$ 25 alimentação + R$ 20 serviços (facilitação das oficinas, instruções, comunicação, limpeza, organização, etc) Total = R$ 100

Notem que não contamos aí os custos que temos em vivências e cursos específicos, quando chamamos facilitadores externos (os quais temos que pagar um valor profissional, transporte, etc) ou quando precisamos de materiais diferentes dos que já temos disponíveis.

Quer dizer que estas contas que estamos apresentando aqui, são a base de cálculo geral. Aplicaremos a partir de agora estes valores mas nos damos o direito de reavaliar de acordo com a situação. Serve também para que os visitantes e participantes de nossas atividades saibam de onde tiramos o valor solicitado e porque mudamos nossa conduta de deixar totalmente na mão do participante a decisão sobre as contribuições.

No que diz respeito à maneira de receber, algo também teve que mudar: para a contribuição mínima, a pessoa deverá fazer um depósito antecipado. No dia, vamos priorizar a viabilização do projeto. É uma forma de incentivar as pessoas a se planejarem e cumprirem com a palavra. Sempre nos preparamos para receber todas as pessoas que se inscrevem mas quando a contribuição é realizada no dia, temos em média 30% de absenteísmo. Isto é, para cada 50 inscritos, 15 não comparecem e nisso, desperdiçamos energia de várias formas.

Paramos de receber alimentos pois muitos participantes ainda estão no seu processo de compreensão do que está em jogo no cenário da agricultura e da indústria alimentícia. Para evitar constrangimentos preferimos ir atrás dos alimentos orgânicos ou locais (produzidos na região) e oferecer uma alimentação mais coerente.

Definitivamente estamos longe de comercializar o processo que iniciamos, mas justamente esse tal de dinheiro, que é uma energia escassa por aqui, poderá ajudar a dar alguns passos adiante e sair do impasse. Precisamos achar o tal caminho do meio para garantir que ninguém se prejudique e que as atividades continuem fluindo pois acreditamos no potencial dessas vivências que acontecem por aqui. Vemos a transformação a cada dia, em cada pessoa que retorna, o efeito de cada sementinha plantada.. e é basicamente isso que nos faz continuar.greeneconomy

Um comentário sobre “Nova Oikosnomia

O que você acha disso? Vamos conversar!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s